| CONHEÇA O INSTITUTO |  
logotipo instituto undió

 O instituto Undió  há mais de trinta anos oferece oficinas de teatro, artes plásticas dança e música para crianças e adolescentes moradores de bairros da periferia e centro de Belo Horizonte. O Undió funciona de maneira descentralizada e as oficinas são realizadas na sede da ONG, em hospitais, escolas e centros comunitários. As atividades incluem visitas a museus, galerias, apreciação de espetáculos teatrais, entrevistas com artistas e intercâmbio com escolas e  universidades de arte. O Instituto também é utilizado como espaço cultural abrigando exposições de artes plásticas, intervenção urbana, apresentações musicais, exibições de peças teatrais, cinema na rua e outras ações culturais.

         

 

| INTERVENÇÕES URBANAS |

 

    A sede do Instituto também é utilizada como espaço cultural abrigando exposições de artes plásticas, intervenção urbana, apresentações musicais, exibições de peças teatrais, cinema na rua e outras ações culturais.

     Há seis anos o instituto oferece  mesas de café na rua, como uma forma de promover a aproximação de pessoas que transitam em um centro urbano. É um projeto permanente do Instituto Undió.  Foram inúmeros cafés, servidos em mesas com 10 metros de comprimento e mais de 600 xícaras doadas por moradores de centro de BH e amigos. Cada xícara ofertada trás uma história  por parte de  seu doador. A proposta procura promover o diálogo entre os moradores a partir das histórias do centro de Belo Horizonte. Uma síntese dessas conversas representadas por palavras, frases ou desenhos, está sendo bordada em uma toalha coletiva, usada para forrar a grande mesa de café compartilhada na calçada com pessoas do entorno do Undió e transeuntes. Ao longo dos anos, a mesa de café conquistou o público de Belo Horizonte se transformando em ponto de encontro. Hoje se tornou itinerante, com cafés sendo promovidos em mostras, festivais de cultura e em  comunidades diferenciadas. A mesa é sempre um convite para o convívio com a cidade e sua diversidade. É um evento feito por todos. É um espaço onde as pessoas podem ocupar e participar. Enfim, é um café poético e inclusivo.

 

|MISSÃO|

 

Criar oportunidades por meio da arte, da educação e da cultura, para que crianças e adolescentes, em condição de vulnerabilidade social, suplantem os obstáculos impostos pelo meio em que vivem e escolham seus próprios caminhos.

 

|HISTÓRICO|

 

Undió é uma palavra que na língua Banto, de origem Africana significa “casa “.

O Instituto é pioneiro no oferecimento de oportunidades artísticas a crianças e adolescentes que vivem em condição de vulnerabilidade socioeconômica. Articulando-se com escolas públicas, universidades, hospitais, centros culturais ou órgãos governamentais, a instituição desenvolve projetos sócios culturais desde 1982 que valorizam sua historia e experiência no setor. Nos últimos 30 anos vários projetos se sucederam: implantação de centros culturais, capacitação de educadores, intervenções artísticas, oficinas de arte, e outros, que em sua maioria foram absorvidos pela Universidade do Estado de Minas Gerais. Em 2002 participou de concurso nacional de projetos que trabalhavam com a educação de jovens através da arte e foi selecionado pelo Instituto Ayrton Senna. A organização oferece oportunidades de fazer e apreciar arte no teatro, artes plásticas, iniciação musical, comunicação e promove com estas atividades o desenvolvimento do potencial dos educandos, estimulando a construção de sua identidade pessoal, social e cultural como também a aquisição de novos conhecimentos.

 

|PRINCIPAIS AÇÕES NA ÁREA CULTURAL|

 

2014 - "Projeto Arte na Espera" em parceria com a Escola de Medicina da UFMG sendo premiado  como uma das experiências mais inovadoras do país pelo  Laboratório de Inovações do Ministério da Saúde - Brasil.

 

2014 - Prêmio PBH Cidade Educadora Parceiros da Escola Integrada – Belo Horizonte - MG

 

2013/2014/2015 – Participação no evento Noite de Museus desde 2013 - Secretaria de Cultura - PBH.

 

2013 – Prêmio Gentileza Urbana 2012 – IAB e Prefeitura de Belo Horizonte – Museu de Arte da Pampulha.

 

2012 – Premiação | Mais Cultura – Microprojetos Rio São Francisco – Funarte – Belo Horizonte – MG

 

2011 - Prêmio Regional Itaú UNICEF - Belo Horizonte

 

2011 - Prêmio PBH Cidade Educadora Parceiros da Escola Integrada – Belo Horizonte - MG

 

2009 – Prêmio FETO – Festival Estudantil de Teatro - Prêmio de Dramaturgia: Undió Cia Teatral (A Última Rua antes do Beco)

 

2009 - Exposição de Alunos do Undió na Galeria da Copasa com lançamento do vídeo Undió da Pimenta Filmes- Copasa- BH-MG

 

2008/ 2009 - Projeto de Multiplicadores Culturais em parceria com a Escola Guignard e Secretaria de Cultura de MG.

 

2007 - Prêmio Regional Itaú UNICEF – Belo Horizonte - MG

 

2007 - Menção Honrosa Nacional Itaú UNICEF – São Paulo – SP

 

2006 – Premiação do FETO ( Festival Estudantil de Teatro) com a peça “Putz – a menina que buscava o Sol “– Oboré Cia.”“. Teatral – Belo Horizonte/MG

 

2001/2010– Seleção e premiação em Concurso Nacional do Instituto Ayrton Senna. Programa Cidadão 21 – Arte – São Paulo

 

1997/1998 – Implantação de setenta projetos de arte para a Universidade do Estado de Minas Gerais em Belo horizonte e cidades do interior de Minas Gerais entre eles: Técnicas de Arte-Educação para monitores de creches e instituições destinadas a 3ª idade.

 

1996/02 _ Implantação de Centros de Arte em espaços periféricos e comunitários para a Prefeitura de Nova Lima – Nova Lima – MG

 

1993/95 _ Implantação de Centro Cultural e Escola de Arte para a Prefeitura de Vespasiano.

 

1989/1992 – Implantação de Centro de Convivência nas Vilas Santa Izabel, Pindura Saia e Fumec. Projeto Piloto para a Secretaria de Cultura da Prefeitura de Belo Horizonte.

 

1987/88 – Intervenção artística em 22 escolas públicas municipais – Centro Educacional Artur Versiani – FAFICH.

 

1984/85 – “O Risco do Desenho”: socialização de adolescentes através de atividades que incluíam o desenho de seus retratos - Estadual José Miguel do Nascimento.

 

1983 – Implantação de Oficina de Cerâmica – Obras Sociais do Padre Aguinaldo – jovens moradores do Aglomerado Santa Lúcia e Conjunto Santa Maria

 

1981/82 – “Rei, Rei, Reinaldo é Nosso Rei” – Projeto envolvendo artes plásticas, futebol e jovens em desacordo com a lei - Escola Estadual José Mesquita de Carvalho.

 

| COORDENAÇÃO GERAL | 

 Júlia Portes - (31) 9951-4254


| COORDENAÇÃO ARTÍSTICA | 

Thereza Portes - (31) 9934-2563